Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Nestes últimos dias, tenho andado deprimido. Não seibem porquê, mas é uma espécie de "feeling". Talvez o meu sexto sentido felino ou apenas uma impressão do subconsciente. Algo se está a passar e ninguém faz nada. A minha dona diz que este tempo não ajuda. Será influência do tempo? É que eu gosto de chuva e gosto de estar em casa. Inclino a pata direita em como todo este sentimento de tristeza está relacionado com as notícias. Não é fácil viver. Bem, DonaldT rump também está a ver a vida a complicar-se. A campanha para as eleições está cada vez mais agressiva. Várias mulheres vieram recentemente a público acusar Trump  e ele promete que vai processar todas as mulheres que o acusaram de assédio sexual. É um lavar de roupa suja nunca visto nas eleições americanas. Mas a indiferença ou falta de noção não acontece só aos políticos. De facto, um homem, por volta do meio-dia,em Northampton, Inglaterra, entrou numa loja de artigos para o lar e decidiu levar, sem pagar, uns estores enfiados na roupa e sair, na maior das descontracções. No elevador, foi filmado e a polícia divulgou uma fotografia do ladrão com os estores dentro do casaco a levantar o capuz. O objetivo era identificar o sujeito, mas, no Twitter, recebeu doze mil “gostos” e mais não sei quantas partilhas. Porque é que fico triste? Não percebo as pessoas. Afinal, sou apenas um gato e, quando faço algo errado, no mínimo, levo com um jornal… Dou um miado gigante e depois fico a pensar que o pior não foi  levar com o jornal e sim ter levado com a porcaria de notícias que vêm lá dentro. Que falta de noção!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Há sempre dias em que nem tudo corre a bom vento felino. Na terça, fiquei sem palavras (miei bastante mas não resolveu!). A minha dona não quis sequer falar comigo, não me quis ao pé dela equase não me dava comida nenhuma. Imaginem! Cá em casa, o azar começou nesse dia. Felizmente, tudo se resolveu. Tinha até pensado iniciar uma revolução qualquer, mas não foi preciso.Já não tenho de armazenar comida e nem de atacar ninguém. Logo eu que não sou visto nem com uma patinha fora de casa. Não e não. Mas confesso o que me trouxe aqui.Outro género de revolução. Uma com o Robert De Niro. Ele é protagonista de um vídeo em que ataca, forte e feio, o Donald Trump. E não se conteve nas palavras quando refere:”Ele é tão evidentemente estúpido…É um rúfia, um cão, um porco, umaldrabão, um artista da mentira, um vadio que não sabe do que está a falar”. Hum.Será que há aqui uma analogia? Poderemos interpretar estas declarações de outra maneira? Então e o facto de ele chamar porco, a um político, não lembra assimum certo animal da Revolução dos Bichos, de George Orwell? Se calhar sim. Eu creio que o Robert ousou nesta mensagem e que não podemos levar à letra todos os nomes que Robert atira ao Trump. Aliás, a mensagem principal está no “porco”,até porque o Trump andou a dizer que “pode apalpar as mulheres porque é umae strela”. Bom, o meu faro apurado disse que tenho mais com que me preocupar.Estas são “guerras” na Terra do Tio Sam, mas, por enquanto, são só guerras de palavras. Já no que aos bichos diz respeito, penso que foi declarada outra a guerra: a guerra contra os gatos. O Estado Islâmico proibiu que os moradores de Mosul criem gatos nas suas habitações, por ser uma ameaça à ideologia e crenças islâmicas?! Hum. No comments.

Autoria e outros dados (tags, etc)





Mensagens