Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




 

Livros Clube de leitura.png

Estou a escrever isto para o meu Eu futuro para lhe lembrar que tudo o que tomava por garantido acabou de mudar. Não faz muito tempo que me preocupava com a quantidade de livros não lidos e, por ironia do destino, quando encerraram as livrarias e a venda de livros em supermercados, passei à fase de que afinal o "armazenamento" de livros na estante fazia todo o sentido em alturas como estas. Como se alguma vez na vida imaginasse que iria ser como o pão para a boca e um bem escasso!

Aquilo que me vem à cabeça poderá soar a exagero, mas lembra-te de que quem gosta de livros as ideias surgem donde menos se espera e as comparações estranhas não superam os tempos distópicos que vivemos, em 2020-2021, em que os encontros do Clube de Leitura Livros & Cª têm de ser online através da plataforma Zoom. É um facto que dá para colocar a conversa em dia e falar dos livros que lemos no mês anterior. Mas recordo-te que há diferenças assinaláveis que, aos poucos, se tornam cada vez mais notórias. Estou a referir-me à presença do outro, ao olhar, à expressão e à forma como a pessoa sorri ou até os gestos. Depois há, ainda, a descontração, a companhia de um chá, de um café, e de um bolo. Nada disto tem sido possível e tentamos manter o contato à distância, esperando que em breve seja possível, pelo menos, estar fisicamente (pois acredito que tão depressa não há chazinho nem bolinho para ninguém).

Há pouco tempo li, algures na vastidão da internet, que a fadiga pandémica se começa a sentir. Talvez seja isso, ou talvez esteja a ficar saturada dos ecrãs, mas não me tirem os livros, nem as conversas que nos aquecem a alma; não me tirem, ainda, a foto com a pilha de livros, pois eu tenho esta pancada e gosto de ver muitos livros alinhados e ordenados - é que quando é para conversar é a sério e, no clube, as leituras são como as conversas e as cerejas, acabamos a falar pelos cotovelos e a mostrar todos os livros que lemos.

Ao meu Eu futuro digo que sábados à tarde é com livros, chá, bolo e companhia. E isso é liberdade!

 

 








Instagram