Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O Tatuador de Auschwitz, de Heather Morris

[O ano do pensamento acelerado]

22.01.21

20210122_093529.jpg

O tatuador de Auschwitz é baseado numa história verídica e decorre entre 1942 e 1945. Lale Solokov tem de tatuar os prisioneiros que chegam ao campo de concentração que são marcados para sobreviver e apaixona-se por Gita quando faz a tatuagem no seu braço.

Este romance é de certa forma comovente e, ao mesmo tempo, arrepiante pelas várias descrições aos horrores cometidos contra seres humanos.

Por mais livros que se escrevam sobre esta fase negra da história, fico sempre com a sensação de incredulidade e de espanto perante a capacidade de sobrevivência do ser humano.

Gostei de ler este testemunho em forma de romance.


3 comentários

Imagem de perfil

De Fátima Bento a 22.01.2021 às 13:29

Desiludiu-me muito. Tanto tempo no primeiro lugar no top de vendas, e depois... achei demasiado simples, demasiado "limpo" para uma época tão suja...


As reticências na frase acima dizem mais de que palavras. Esperava outra coisa, e nem sei o quê.


- às vezes acho que devia ficar de castigo a ler Os médicos da morte de Philippe Aziz, livro que comprei e em que nunca tive coragem de pegar, porque se me queixo de demasiado cor-de-rosa, ali não há nenhum...

Comentar post








Instagram