Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




5925-wood-notebook-vintage-whitespace.jpg

 

 
Muito se escreve sobre blogues literários e sobre o que devem abordar. Será que existe uma forma certa ou errada para falar de livros? Talvez, mas n´"O Livro Pensamento" existe uma certa liberdade Aliás, não conheço uma fórmula mágica, única e infalível, para falar de livros. A leitura é uma experiência única e compete ao leitor, aí desse lado, fazer as melhores escolhas.
Diz-se por  que um blogue literário deve possuir uma identidade própria, cumprir prazos, ter um conteúdo que se destaque, publicar com regularidade, realizar parcerias, usar da sinceridade, ser criativo... . Analisando esta panóplia de informação, não sendo contra, apenas tenho a adiantar que a paixão pela leitura, pela descoberta e pelas aventuras, que os livros proporcionam, levou-me a criar o blogue. Ponto final. Gosto de livros, de falar sobre eles, de pensar sobre o que leio e, sobretudo, de ser livre para me divertir. 

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Bárbara Ferreira a 12.11.2017 às 09:08

Então para se -criar- um blog (como diz o título do dito post) é preciso ter parcerias? Boa sorte com isso :/ discordo com grande parte do post que linkaste, concordo contigo. Eu criei o meu blog há mais de quatro anos, e durante quase quatro anos escrevi para mim, sem parcerias, e ainda hoje escrevo sem prazos e muitas vezes "sem disponibilidade" - quem é que consegue prever a sua disponibilidade ao longo da vida? Bah... Concordo, claro, com a importância do conteúdo.
Acho, sim, que se deve escrever se se gostar do que se faz, se deve manter um blog se der prazer... se fizer sentido, lá está.

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.






Mensagens