Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 
? Fim
 audacioso ou o
modernismo
 a desentesar a palavra?!
arrefece-a em ardósia ou
desperdiça-a em ambrósia,
em ponto edulcorante,
com imaginação,
 rima perfeita
no branco do nada,
e, sem segurança,
desleita a estrada;
entra em contramão-do-saber
nas dúvidas por esclarecer
e, na incerteza,
divaga em tristeza,
“sem nada a perder”
é o poema

 

Do início ao Fim.
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.





Arquivo



Mensagens




O que estou a ler...

O-Estrangeiro.jpg