Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Entre dores e agonias, a minha dona precisa muito de mim. Dou-lhe o conforto necessário com a minha presença e ela dá-me miminhos com muita paciência. Sou um gato de estimação, mas poderia ser livre. A recompensa reside nestes momentos, em que os humanos sentem um calor, uma amizade e um carinho especial. Nada mal para um gato, não é? Pois, a minha dona tem andado um bocadinho mal. Diz que é um problema nas costas. Não sei muito bem, mas a mim quando estico todo o meu corpo sabe mesmo  bem. Já a minha dona, não. Começa logo a gemer e deita-se com uma cara triste. Eu mio e enrosco-me perto dos pés dela, procurando dar-lhe algum tipo de conforto. Porém, não tem sido fácil. Será que o fim está próximo e encaro o desafio final? my way, é uma forma de dizer que faço à minha maneira, e faço tudo direitinho sem "trampa". Com algum cuidado, procuro sempre estar por perto. Aninhado. Sentado. Acordado ou a dormir. Passo às vezes ao largo, como a esquadra russa navega ao largo de Leixões. Mas sempre imprimindo a convicção de que aqui há gato, que sou eu ou talvez não!

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Imagem de perfil

De Chic'Ana a 23.01.2017 às 08:43

As melhoras para a dona gatinho! Tens de lhe dizer para se deitar ao comprido, de costas no chão, costuma ajudar...
Beijinhos
Imagem de perfil

De Edite a 23.01.2017 às 09:00

Muito obrigada pelo conselho, Ana. É um problema na cervical que me está a dar que fazer. Enfim, só lá vai com remédio e descanso.
Beijinhos 

Comentar:

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



foto do autor



Arquivo



Mensagens




O que estou a ler...

502x (1).jpeg