Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Alma noturna

24.07.16
Perante a Noite princesa 
Que esconde na sua amplitude a singela Vida,
A Lua rainha 
Preside ao infinito pontilhado...
Pelas estrelas,
Pelos planetas,
Pelas galáxias,
E pelo Desconhecido.
Já o Homem escravo,
Rasgado e pobre, serve a ciência
E envolto num certo segredo
Partilha o seu Descontentamento:
O mundo ideal jamais será descoberto...
A alma noturna, penhorada, agradece!
A luz ténue almeja o esquecimento
Momentâneo
Ténue
E a ilusão de uma Nova Verdade.
A alma mater visionária
Influenciada pela Lua
Tem ideias sobre o reinado
da Essência ínfima comum:
Somos parte de um todo.
Somos o Caos 
e somos a Eternidade.


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.








Instagram