Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




O Tatuador de Auschwitz, de Heather Morris

[O ano do pensamento acelerado]

22.01.21

20210122_093529.jpg

O tatuador de Auschwitz é baseado numa história verídica e decorre entre 1942 e 1945. Lale Solokov tem de tatuar os prisioneiros que chegam ao campo de concentração que são marcados para sobreviver e apaixona-se por Gita quando faz a tatuagem no seu braço.

Este romance é de certa forma comovente e, ao mesmo tempo, arrepiante pelas várias descrições aos horrores cometidos contra seres humanos.

Por mais livros que se escrevam sobre esta fase negra da história, fico sempre com a sensação de incredulidade e de espanto perante a capacidade de sobrevivência do ser humano.

Gostei de ler este testemunho em forma de romance.

A Balada do Medo, de Norberto Morais

[O ano do pensamento acelerado]

19.01.21

IMG_20210119_142755_481.jpgTerminei de ler este livro há alguns dias. É o segundo livro que leio deste autor e acho que agora possa afirmar com convicção de que estamos perante um grande autor e um grande contador de histórias. Foi uma aventura e tanto, uma vez que Cornélio Santos Dias de Pentecostes, caixeiro-viajante, no dia em que regressa a casa, cinco meses e meio depois de ter partido pela última vez, é confrontado com o anúncio da sua morte. Tem apenas dez dias de vida se não entregar 10 mil cádos por dia ao misterioso homem de fato negro. Durante uma semana e meia, o caixeiro-viajante de Santa Cruz dos Mártires mergulhará numa espiral de desespero, percorrendo os caminhos mais sinuosos de si e do seu passado à procura de motivos e da salvação. Será que ele vai conseguir iludir a morte?
Um livro que recomendo vivamente.







Instagram