Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Estante do tempo

14.08.16
Na estante do tempo
Mil folhas empoeiradas
Compõem os livros
de vidas passadas.
Lentamente perfilham
A história e
O conhecimento e
A alma
Dos escritores.
No espaço tempo
Num lugar mágico.
Entre passado, presente e futuro
A estante do tempo
Abriga de forma única
O saber.


Autoria e outros dados (tags, etc)

Naquela tarde
Saboreei o vento
Disperso e quente.
Olhei em volta
Apenas um bule
A lembrar o país das maravilhas.
Eu, Alice, não consigo encontrar
A porta discreta
Desse olhar.
Cresci...
Mas quem dera voltar
A sentir a magia
do sonho
a vibrar.
No país das maravilhas
Há muitos buracos
Por achar.
Camuflados ou não.
Não são imaginação.
Ouço o vento.
Diz coisas inacreditáveis
Que não há país,
Nem maravilhas.
Que resta o pó e a cinza.
A poção de encolher
Não posso tomar
Se não há país
Nem maravilhas
Não vou voltar.
Cresci.
Que pena.
Era mais feliz
Quando a ignorância
habitava o meu olhar.



Autoria e outros dados (tags, etc)


Bem, como começar? Este não é o meu género de leitura? Este livro não é para a minha idade? Bora lá, escalpelizar o livro da blogger Zoe/Zoella Sugg (aqui) e dar uma opinião? Nã!!! Quem tem visitado o meu blogue certamente já se apercebeu que os livros que vou postando têm sempre alguns ou vários aspectos positivos na medida em que suscitaram um determinado pensamento (isso não implica necessariamente ter de dar uma pontuação). É claro que não coloco os livros que não gosto por uma razão muito simples: não consegui acabar de ler (ou não). Para mim os livros são uma companhia à qual recorremos numa dada altura, mas isso não quer dizer que façamos sempre a escolha acertada.No caso da "miúda online" acertei/"I nailed it":). Gostei das "aselhices" da Penny, uma jovem insegura e com ataques de pânico,que aos 15 anos resolve criar um blog anónimo no qual desabafa os seus sentimentos e problemas. No quarto ao lado vive o seu melhor amigo Elliot, que é gay, que tem estilo e que está sempre pronto a ouvir e a dar conselhos. É com ele e com os seus pais que Penny irá viajar para Nova Iorque onde esta se irá apaixonar por Noah.

Tenho de admitir, o romance da Zoella é dirigido aos mais jovens. Porém, eu gosto de me actualizar e gosto de estar a par (em cima) dos gostos da minha filha! Portanto, li e reconheço que tem o mérito de abordar dois problemas atuais: os malefícios da internet e as amizades tóxicas.

Citação:”Portanto, da próxima vez queforem publicar um comentário ou uma actualização, ou quiserem partilhar um link, perguntem-se a vocês mesmas: isto vai contribuir de alguma forma para a felicidade no mundo?”.

 

Pensamento: A internet é como a coca-cola e  quando a agitas explode por todo o lado.

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)





Mensagens


O que estou a ler...

Uma-Historia-de-Amor-e-Trevas.jpg

1507-1.jpg

 

 




image_6_1542295800600_1542993699397.jpg