Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





  

François é o personagem principal. Tem 44 anos, é ateu e professor de literatura, sendo que o alto da sua carreira académica foi a dissertação (de 800 e muitas páginas) sobre a vida e obra de Joris Karl-Huysmans. Citando J.K.Huysmans podemos descrever os pensamentos de François da seguinte forma: «tenho o coração ressequido e endurecido pela farra, não presto para nada». François gosta de jovens, mas, entre uma aluna e outra, não consegue manter um relacionamento muito tempo. Vive sem emoções, sem rumo e em função das ocasionais «aventuras sexuais» (obs: descritas de forma crua).

Nesteiter, acompanhamos as eleições presidenciais, os tumultos, a disputa entre a Frente Nacional e o partido da Fraternidade Muçulmana e a eleição de Mohammed Bem graças a uma aliança com o Partido Socialista.

François retira-se para o campo e quando volta irá submeter-se à nova ordemdo islamismo?

Citação:« Só a literatura nos pode dar aquela sensação de contacto com outro espírito humano, com a totalidade desse espírito, com as suas franquezas e grandezas, as suas limitações, mediocridades, ideias fixas, as suas crenças; com tudo aquilo que o emociona, lhe interessa, o excita ou repugna».


Pensamento: Se por um lado é um livro polémico e machista,por outro lado é uma crítica verosímil à sociedade francesa e europeia. 

 

Até parece

09.08.16

Alguém diz, ninguém faz. Tudo se escuda na placidez mordaz.Até parece que afelicidade é um sonho altivo. Até parece que passam por cima de tudo semmotivo.Até parece que a humanidade só vive da falácia e da calamidade alheia,sem julgar, sem pensar nos erros em que cai a sociedade e em que cai a modernidade.
Se alguém quiser apenas Ser, é impossível porque não sobrevive atal contradição.
Até parece ...
Abro o jornal:


Soluções procuram-se.



Tags:





Mensagens