Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Os livros não se medem pelo tamanho e eu adoro histórias que se leem num dia. Pensado nisso, selecionei 15 livros com poucas páginas ou, para ser mais precisa, em que a leitura é muito rápida - e em que nem se dá conta do tempo passar.

 

1- Farenheit 451

transferir (1).jpg

Guy Montag é um bombeiro. O seu emprego consiste em destruir livros proibidos e as casas onde esses livros estão escondidos.

 

 2-Boneca de Luxo

20448382_UQKVJ.gif

Holly Golighly é mais do que uma boneca de luxo. Deslumbrante, espirituosa e ternamente vulnerável, inquietando as vidas dos que com ela se cruzam.

 

3-Os livros que devoraram o meu pai

7889767.jpg

Vivaldo Bonfim é um escriturário entediado que leva romances e novelas para a repartição de finanças onde está empregado. Um dia, enquanto finge trabalhar, perde-se na leitura e desaparece deste mundo. 

 

 

4-A quinta dos animais

quinta.jpg

Esta história é uma fábula em que os animais são personificados, possuindo carateristicas e comportamentos dos humanos.

 

 

5-Vamos comprar um poeta

500_9789722127998_vamos_comprar_um_poeta.jpg

Numa sociedade imaginada, o materialismo controla todos os aspetos das vidas dos seus habitantes. Todas as pessoas têm números em vez de nomes, todos os alimentos são medidos com total exatidão e até os afetos são contabilizados ao grama. E, nesta sociedade, as famílias têm artistas em vez de animais de estimação. 

 

6-O tigre branco

images.jpg

Toda a obra é uma longa carta dirigida ao Primeiro-Ministro chinês, escrita ao longo de sete noites. O autor da carta apresenta-se como o tigre branco do título, e auto-denomina-se um "empreendedor social". Descrevendo a sua notável ascensão de pobre aldeão a empresário e empreendedor social, o autor da carta, Balram, acaba por fazer uma denúncia mordaz das injustiças e peculiaridades da sociedade indiana. 

 

7-O rapaz do pijama às riscas

pijama.jpg

Ao regressar da escola um dia, Bruno constata que as suas coisas estão a ser empacotadas. O seu pai tinha sido promovido no trabalho e toda a família tem de deixar a luxuosa casa onde vivia e mudar-se para outra cidade, onde Bruno não encontra ninguém com quem brincar nem nada para fazer. Pior do que isso, a nova casa é delimitada por uma vedação de arame que se estende a perder de vista e que o isola das pessoas que ele consegue ver, através da janela, do outro lado da vedação, as quais, curiosamente, usam todas um pijama às riscas. Como Bruno adora fazer explorações, certo dia, desobedecendo às ordens expressas do pai, resolve investigar até onde vai a vedação. É então que encontra um rapazinho mais ou menos da sua idade, vestido com o pijama às riscas que ele já tinha observado, e que em breve se torna o seu melhor amigo…

 

 

8-O Velho e o mar

o velho e o mar.jpg

Santiago, um velho pescador cubano, está há quase três meses sem conseguir pescar um único peixe, quando o seu isco é finalmente mordido por um enorme espadarte. O peixe imponente resiste, arrasta a sua canoa cada vez mais para o alto mar, na corrente do Golfo, e obriga a uma luta agonizante de três dias que o velho Santiago acabará por vencer, para logo se ver derrotado. 

 

 

9-O alienista

350x (1).jpg

 

 Quando o Dr. Simão Bacamarte, médico psiquiatra, homem da ciência, constrói um asilo em Itaguaí, nada faria prever os acontecimentos que lhe sucederam. "Eram furiosos, eram mansos, eram monomaníacos, era toda a família dos deserdados do espírito." Mas quem eram, afinal, os loucos? 

 

 

10-A morte de Ivan Ilitch

350x (2).jpg

Este livro tão breve, uma das maiores obras-primas do espírito humano, tem sido, desde a sua publicação, um motivo de controvérsia para a crítica: trata-se de uma obra sobre a morte ou de uma obra que nega a morte?.

 

11-Maresia e Fortuna

maresia.jpg

Para Eduardo, de 17 anos, o amor é a mãe e o irmão mais velho, Simão. Este, porém, tem um segredo que o empurra para a bebida e Eduardo receia que o seu irmão se suicide, tal como o pai de ambos o fizera, dez anos antes.

Júlia acredita que passou ao lado de um grande amor. Em busca da verdade que mudará a sua vida, regressa à vila de Apúlia para reconstruir um passado de que não se consegue recordar.


 

12-Pena de viver assim

350x (3).jpg

A protagonista, que se torna tema central do conto, é a senhora Leuca, uma mulher abandonada pelo marido durante onze anos. A sua nostalgia e a sua dor são contínuas e fazem com que ela assista ao desenvolvimento da sua própria vida sem ter poder de intervenção. 

 

13-O Estrangeiro

350x (4).jpg

Meursault recebe um telegrama: a mãe morreu. De regresso a casa após o funeral, enceta amizade com um vizinho de práticas duvidosas, reencontra uma antiga colega de trabalho com quem se envolve, vai à praia - até que ocorre um homicídio. 

 

 

14- A metamorfose

A-Metamorfose.jpg

«Certa manhã, ao acordar após sonhos agitados, Gregor Samsa viu-se na sua cama, metamorfoseado num monstruoso insecto.» 

 

15- História de uma gaivota e do gato que ensinou a voar

1540-6.jpg

Esta é a história de Zorbas, uma gato grande, preto e gordo. Um dia, uma formosa gaivota apanhada por uma maré negra de petróleo deixa ao cuidado dele, momentos antes de morrer, o ovo que acabara de pôr. Zorbas, que é um gato de palavra, cumprirá as duas promessas que nesse momento dramático lhe é obrigado a fazer: não só criará a pequena gaivota, como também a ensinará a voar.

 

*Excertos das respetivas sinopses.

Autoria e outros dados (tags, etc)


31 comentários

Imagem de perfil

De Sofia a 19.06.2018 às 09:25

Olá, Edite! Nunca li nenhum dos livros, nem autores, mas vi o filme do rapaz do pijama ás riscas, chorei baba e ranho...
Estou curiosa em ler algo do escritor Luís Sepúlveda, talvez a tua sugestão seja algo cómica para começar e descobrir para ver se gosto do estilo!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.06.2018 às 10:00

Olá, Sofia, bom dia. Desde já desculpa a intromissão, mas desde já te digo que o livro de Luis Sepúlveda é uma fábula lindissíma, carregada de personagens maravilhosas! Já o li por mais do que uma vez e penso sempre que poderia dar uma animação e tanto! Espero que gostes!
Imagem de perfil

De Sofia a 19.06.2018 às 14:10

Gosto de ter a opinião dos outros, obrigada!
Vou dar oportunidade ao autor e começarei por este livro.
Imagem de perfil

De Edite a 20.06.2018 às 23:03

Concordo. Pena que não se tenha identificado para podermos falar um pouco.
Imagem de perfil

De Edite a 20.06.2018 às 22:35

Olá, Sofia. Acreditas que também chorei a ver o filme? A inocência das crianças é retratada de uma forma que nos toca. Para dizer a verdade não é o único  caso, pois chorei com o filme Um Homem Chamado Ove e com a Rapariga que Roubava Livros. Mas o engraçado é que isso não aconteceu com nenhum dos livros! A propósito, atualmente tento ler primeiro o livro e só depois vejo o filme.
Espero que gostes do Sepúlveda.
Beijinhos
Imagem de perfil

De A rapariga do autocarro a 19.06.2018 às 14:29

Dos 15 li 6,  todos com grandes ensinamentos. O mais mágico é o do Luís Sepúlveda, mas sou suspeita, adoro os livros dele!
Vi o filme do Farenheit 451 e adorei, por isso o livro será muito melhor! 
Imagem de perfil

De Edite a 20.06.2018 às 22:37

Gostei do Sepúlveda e do Farenheit.Tens de ler este:)

Beijinhos
Sem imagem de perfil

De Bárbara Ferreira a 19.06.2018 às 19:27

Já li vários destes :) se alguns acho sublimes, e outros estão na altura de uma releitura merecida (nomeadamente o do Luís Sepúlveda), há um aí que para mim se destaca, e na negativa: o do John Boyne. Acho fraquíssimo e mesmo ofensivo... arraçar o holocausto de conto de fadas é perigosamente perto de negar uma memória colectiva tão dura (e tentar convencer o público que um rapaz de nove anos filho de um general importantíssimo não saberia nem dizer Auschwitz nem o que era o anti-semitismo é de bradar aos céus).
Imagem de perfil

De Edite a 20.06.2018 às 22:58

Bárbara, tens de ver o filme, porque comigo resultou melhor. No livro, contrariamente ao habitual, não transparece certos detalhes que fazem muito sentido. O menino é protegido pela mãe e sai da cidade para um sítio que não conhece. O mundo dele é baseado naquilo que lhe contam e por isso nem imagina a realidade que o rodeia. Tive pena dele e sobretudo do menino do pijama às riscas. Chorei muito. 
Outra cena que me marcou imenso foi a do médico judeu que está a trabalhar na casa deles. Ele ajuda o menino quando este se magoa e nem assim o tratam bem...É horrível. 




Sem imagem de perfil

De Bárbara Ferreira a 21.06.2018 às 20:53

Acredito que o filme tenha tomado certas liberdades na adaptação que tornem a história melhor... continuo a não conseguir acreditar que uma criança naquela sociedade, filha de um grande general, por mais protegida que fosse, não tivesse já sido indocrinada - aos três anos talvez acreditasse, mas aos oito? Muito difícil... e o toque de "fábula" é de atirar o livro à parede!
Imagem de perfil

De Edite a 21.06.2018 às 21:45

Adoro os teus comentários, pois dão sempre que pensar.
Sem imagem de perfil

De Bárbara Ferreira a 21.06.2018 às 21:52

:) confesso que já li o livro há uns bons anos (quase dez, acho) e na altura foi estranho, porque apesar de a leitura em si ser agradável, o livro lia-se muito bem, mas a forma como a temática era tratada me incomodava. Lembro-me de na altura ter ponderado se o miúdo não estaria inclusive na juventude hitleriana (era compulsiva apenas a partir dos dez anos, safou-se aí o autor), porque aquilo que eu via era ignorância, não inocência infantil - e uma ignorância muito difícil de engolir tendo em conta todo o contexto familiar do miúdo... a irmã então, mais velha e decerto integrada na juventude (das meninas, que tinha outro nome)... dizer "out-with" em vez de "Auschwitz" parecia-me especialmente impossível...
mas o que mais me doeu foi mesmo o final do género "isto foi uma fábula", não, isto é uma ficção baseada em algo muito real. pior - há muita negação do holocausto, ainda hoje, e este tipo de narrativa acresce muito a essas posições. se já estava a achar o livro algo fraco, o final para mim foi um amargo na boca, intragável mesmo :/
Imagem de perfil

De Edite a 21.06.2018 às 22:02

Presumo que leste a versão original (em inglês), certo? Ou seja, tiveste um contato mais aproximado e sem traduções pelo meio.Eu li em português e achei o livro muito leve e nada aprofundado. O filme é muito melhor ou a parte visual é mais forte...Só sei que chorei horrores.
Sem imagem de perfil

De Bárbara Ferreira a 21.06.2018 às 22:12

Em inglês, sim :) o livro é efectivamente muito leve e nada aprofundado - o que, dada a temática, também incomoda um pouco... acho que no livro a mãe que no filme é tão protectora é praticamente inexistente, por exemplo.
Imagem de perfil

De HD a 19.06.2018 às 20:35

O velho e o mar... e a metaformose! Check :-D
Imagem de perfil

De Edite a 20.06.2018 às 22:38

Boas escolhas e espero que tenhas visto mais algum:)
Imagem de perfil

De HD a 20.06.2018 às 22:43

Também tenho lá por casa o Estrangeiro, mas ainda não o li ;-)
Imagem de perfil

De Existe um Olhar a 20.06.2018 às 10:17

Ópimas sugestões, também ando numa em que só me apetece ler livros que se  leiam rapidamente
Imagem de perfil

De Edite a 20.06.2018 às 22:58

Fazes bem. Beijinhos, Manu.
Perfil Facebook

De Maria Guiomar Palmeiro a 20.06.2018 às 10:23

Tem aqui uma selecção muito interessante e um ponto de partida para ler excelentes autores da Literatura Universal! Os escaparates estão repletos de leitura de consumo rápido e pouco relevante, não é o caso das suas propostas. Cumprimento-a por isso.
Imagem de perfil

De Edite a 20.06.2018 às 23:01

Fico muito feliz que as propostas sejam do agrado de todos os que me têm visitado. Agradeço imenso e desejo otimas leituras.
Imagem de perfil

De Chic'Ana a 20.06.2018 às 10:23

Vou ter em conta as tuas sugestões Edite! =)
Beijinhos
Imagem de perfil

De Edite a 20.06.2018 às 22:59

Obrigada, Ana.
Beijinhos
Imagem de perfil

De A Vilã a 20.06.2018 às 15:32

Gostei da lista. Já li o Sepúlveda, o Hemingway e o Kafka é o meu preferido. Como estou numa de clássicos da literatura, vou ficar com O Estrangeiro e A Quinta dos Animais na minha lista de próximos a ler. Obrigada pelas dicas
Imagem de perfil

De Edite a 20.06.2018 às 22:29

Ainda bem que gostaste e espero que voltes para contar o que achaste do Estrangeiro e A Quinta dos Animais.
Obrigada.
Imagem de perfil

De Se Isto Não É Um Blog a 20.06.2018 às 16:45

Desses todos ainda só li "Metamorfose" do Franz Kafka. Obrigado pelas dicas, certamente vou ler alguns dessa lista
Imagem de perfil

De Edite a 20.06.2018 às 22:27

Adorei a metamorfose. Acho que nunca senti tanta pena de uma barata
Espero que gostes das dicas e que voltes para contar o que achaste.
Imagem de perfil

De A estante P a 20.06.2018 às 20:32


Acrescentaria "Noites brancas" de Dostoiévski Gosto muito do Capote também!!
Imagem de perfil

De Edite a 20.06.2018 às 22:25

Já ouvi falar muito bem dos dois no clube de leitura a que pertenço. 
Tenho o Capote para ler mas há sempre outros que vão passando à frente:)
O

Comentar post


Pág. 1/2





Arquivo



Mensagens