Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Raios, Sapo! Agora que descobri que cometo erros de principiante fica difícil de colocar um título sem pensar que pode estar errado! Acredita que sei que para aprender é preciso cometer erros. Sejam grandes, pequenos, graves ou menos graves, os meus erros não me preocupam tanto como o retrocesso ao nível inteletual. É que aprender é admitir o erro, seguir em frente e não o voltar a cometer. É avançar sem olhar para trás. É perdoar-se e saber perdoar os outros. 

Raios, Sapo! Eu estou a referir-me a outra coisa e usei-te como pretexto. Espero que me perdoes por mais este erro de principiante. 

Posto isto, tenho debaixo da língua muitas palavras, tantas que davam para escrever um tratado de má língua, com direito a palavras curtas e grossas, por causa dos erros crassos dos outros.

Pensar, pensar demasiado é contra a terapia prescrita pela minha entidade patronal biblioterapeuta, portanto, se não posso pensar muito nem dizer tudo, o que posso dizer sobre cercear a calibragem das palavras que certos juízes empregam em acórdãos ? 

Meus senhores e minhas senhoras, isto são só palavras, nada mais. Sigam em frente do acórdão. Acordem e não se espantem quando começarem a esbarrar e a cair nos buracos da lei e da jurisprudência. Eles existem. E as injustiças...nem se fala! É para todos e não é só para A, B ou C. 

Raios, Sapo! Agora que descobri que cometo erros de principiante fica difícil falar do que todos os outros falam.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


2 comentários

Imagem de perfil

De HD a 24.10.2017 às 20:52

Não são bem erros, são mais coisas a evitar... ;p
Imagem de perfil

De Edite a 24.10.2017 às 21:29

Levo sempre tudo tão à letra

Comentar post



foto do autor


Arquivo



Mensagens