Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Sem Título - luisa.png

 O céu escureceu na mente

da vida

desesperada

sem ti, e sem nada.

 

Era uma espécie

decadente,

nessa estrada,

sem mim, e sem nada.

 

Insegura, apenas via o céu,

e seguia, perene,sagrada,

a linha invisível

do nada.

 

Dessa vida 

sem cores estelares,

constelações ou terra,

vivia um sonho desafinado,

do passado.

 

Mas eis que surgiu um sentido

e na palavra nós O verdadeiro Amor.

Autoria e outros dados (tags, etc)


5 comentários

Imagem de perfil

De Malik a 21.12.2016 às 08:43

Gosto!
Imagem de perfil

De Edite a 21.12.2016 às 10:54

Ultimamente não ando inspirada, mas quando oiço certo tipo de músicas escrevo bastante, por vezes sem pensar. Ainda bem que gostaste, pois este poema é sobre o amor de mãe, em que a vida só ganha sentido após o nascimento da filha.
Beijinhos
Imagem de perfil

De Malik a 21.12.2016 às 10:58

Sim Edite, inspiração vai e vem... não é quando se quer. Como te entendo...
Beijinho.
Imagem de perfil

De Chic'Ana a 21.12.2016 às 11:14

Que bela inspiração! =) Adorei.
Beijinhos

Comentar post



foto do autor



Arquivo



Mensagens