Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O-Leitor-de-Cadaveres.jpg

Uma capa linda. Uma história dentro de várias histórias que decorrem, no século XIII, na China medieval. 

Encontrei semelhanças com «Peito Grande, Ancas Largas», de Mo Yan, pois descreve, igualmente, a pobreza, a miséria e a crueldade de que o homem é capaz. Nesse aspeto, não me trouxe nada de novo. Porém, achei chocante a descrição da castração de um menino que, se sobrevivesse, se iria tornar eunuco do imperador e melhorar as condições de vida da sua família (Infelizmente, ainda continuam a existir costumes estranhos e chocantes por esse mundo fora).

Mesmo tendo lido sobre os costumes e cultura chinesa, é um livro que prende e, ainda, surpreende.A escrita de António Garrido consegue aligeirar certos aspetos "sombrios" e cativar o leitor. A história tem muita ação e os pormenores criminais que relata foram retirados dos verdadeiros livros de Cí.

Em suma, este é um romance histórico-ficional que gostei muito e que recomendo.

 

 Cí olhou com carinho para o seu velho mestre. 

- Uma vez Íris Azul disse-me que Feng conhecia infinitas formas de morrer. E se calhar era verdade. Talvez haja infinitas formas de morrer. Mas do que tenho a certeza é que só existe uma forma de viver.

 

Sinopse:Na antiga China, só os juízes mais sagazes atingiam o cobiçado título de «leitores de cadáveres», uma elite de legistas encarregados de punir todos os crimes, por mais irresolúveis que parecessem. Cí Song foi o primeiro. Inspirado numa personagem real, "O Leitor de Cadáveres" conta a história fascinante de um jovem de origem humilde que, com paixão e determinação, passa de coveiro nos Campos da Morte de Lin’an a discípulo da prestigiada Academia Ming. Aí, invejado pelos seus métodos pioneiros e perseguido pela justiça, desperta a curiosidade do próprio imperador, que o convoca para investigar os crimes atrozes que ameaçam aniquilar a corte imperial. Um thriller histórico absorvente, minuciosamente documentado, onde a ambição e o ódio andam de mãos dadas com o amor e a morte, na exótica e faustosa China medieval. 

Autoria e outros dados (tags, etc)


7 comentários

Imagem de perfil

De Chic'Ana a 29.05.2017 às 09:41

Parece-me ser uma leitura bastante interessante sim! =)
Vou pesquisar para o ler.
Beijinhos
Imagem de perfil

De Edite a 29.05.2017 às 13:07

Das leituras que fiz este ano é o meu favorito. 
Crime e Castigo, de Dostoiesvki, também é muito bom, mas sabemos logo desde o início o autor do crime. O que quero dizer com isto? Adoro o elemento surpresa e O leitor de Cadáveres tem muitas surpresas, não é maçudo nas descrições nem entra em pormenores detalhados sobre a época.
Espero que tenhas tempo de o ler antes da menina nascer, depois é mais complicado (noites sem dormir, dias sem descanso...), a não ser que a tua bebé seja sossegadita. Será que ela terá os teus olhos azuis? É melhor não fazeres como eu, pois queria tanto bebés lourinhos (havia essa probabilidade) e saíram ambos com o cabelo espetado e negro....Ahahah.
Beijinhos Ana.
Imagem de perfil

De Chic'Ana a 29.05.2017 às 13:59

Ahahahah, eu já me conformei que olhos claros não deve ter.. eu já sou uma "ave" rara na família.. e do lado do M acho que não há ninguém com os olhos claros...
Bom, venha como vier, que venha saudável! =)


Vou tentar ler antes sim, fiquei mesmo curiosa!
Imagem de perfil

De Edite a 29.05.2017 às 14:06

Sim, é o mais importante.Image
Imagem de perfil

De A Hipster Chique a 29.05.2017 às 11:04

Gostei. Parece bastante interessante :)
Imagem de perfil

De Edite a 29.05.2017 às 12:53

É mesmo muito bomImage
Imagem de perfil

De alexis a 29.05.2017 às 15:14

O livro parece ser muito interessante, tenho que apontar o nome!

Comentar post



foto do autor



Arquivo



Mensagens