Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Livro Pensamento

O Livro Pensamento

Línguas-de-gato | A Teoria de Tudo e de Nada # 13

Vocês já ouviram a expressão de que “Gatos quietos possuem mentes barulhentas”? Ah, não? Pois, são os humanos e não os gatos, dizem, mas eu acho que também se aplica. Eu, por mim falo, na minha língua miada e ronronada, sou um gato que passo o dia quietinho e estou sempre a pensar sobre isto, aquilo, a comida, o barulho, a luz, se devoatacar o peixe que está em cima da mesa, se devo investigar melhor a árvore de Natal, ou até se devo meter conversa com as pessoas da televisão; enfim, estou sempre, sempre com ideias, algumas boas, outras nem queiram saber. Mas informo (para quem queira ler isto) que qualquer miadela não transmite a minha sabedoria, o que é pena, pois seria importante estabelecer uma comunicação mais eficaz com os humanos.
Portanto,estou aqui a pensar, neste exato momento, porque raio a minha dona se lembrou de me tosquiar o pêlo em novembro?! Está frio e a chover e eu ando pela casa (por sinal quentinha) com o aspeto de um leão enjaulado! Não, não estou a ser exagerado. Sou um gato persa e o humano da bata deixou apenas o pêlo na cabeça e no rabo. Humpf, ainda, por cima sedaram-me para não o arranhar! Não estou para isto, e estou quietinho, porque penso, porque estou triste, eporque, porque, tenho frio…Tenham dó do miau, e se me entendem saberiam que estou a miar por isto! Ok, não vou miar mais! Vou experimentar enviar pensamentos..............................................................................................................................................................Nada???
Humpf, percebo bem o que sente Stephen Hawking, pois, tal como ele, estou preso ao meu corpo.Ah, é isso! Lembrei-me agora que a frase inicial é dele. E se eu pedisse o sintetizador de voz para experimentar? Well, not so fast?! Pois, ele está internado em Roma para a realização de exames e não é o momento próprio para lhe pedir o quer que seja. Portanto, o Hawking foi lá avisar que os asteróides pesados, existentes no espaço, são uma perigosa ameaça e, depois, obrigaram-no a fazer exames médicos! Éuma conclusão lógica, porém, não é uma hipótese verdadeira, porque sou eu que estou aqui a pensar, lembram-se?
Outra coisa que me despertou a atenção. Em 1949, George Orwell alertava (mais um alerta) para os perigos de um mundo onde os cidadãos estão sob vigilância constante, e, na semana passada, no Reino Unido, foi aprovada uma lei que põe em risco a privacidade dos cidadãos (só não é necessário fazê-lo de forma secreta).
Resumindo e baralhando, estes dois alertas passam mais ou menos despercebidos (exceto para este gato, claro) e fiquei com a impressão que os humanos só conhecem a Teoria de Nada. Estarei eu a exagerar, a alertar ou a miar?



 

2 comentários

Comentar post