Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Uma máscara que eu acho o máximo, no mundo animal, é a de uma mulher mascarada de gato. Nada me impressiona mais do que ver uma gatade duas patas! Mas caras pintadas com sangue a fingir, e dentes de vampiro, arrepiam-me o pêlo todo e fico naquela “não sei se fuja, não sei sefique”. É um sentimento estranho de aversão e de cusquice, em simultâneo. A minha dona diz que eu sou um gato intrometido e que gosto de andar sempre à procura de algo para me “coçar”. Bom. Não concordo, porque eu sou apenas um gato e um gato tem de marcar o seu território. Sou assim, honesto e fiel a quem me rodeia. Ao contrário de quem nos governa, não acham? Porque será que há essa necessidade constante de ocultar e de mentir? Já são “donos” do seu território e de todos os portugueses! Mas o que se passa já não é novidade e tem vindo a acontecer ao longo dos anos. Uma licenciatura não dá acesso direto a uma profissão. Hello?! Ou dá, a quem pode mentir, mesmo que não tenha a licenciatura?! Quem pode pode (Quem não pode, vive em casa dos pais até mais tarde). São, assim, os verdadeiros estrategas da política da ocultação e da negação,até ser tarde demais. Na ausência de qualquer reacção do povo, vamos continuara dar privilégios a quem não os devia ter (Já sei que quanto a isto não me posso queixar, pois enquanto gato tenho uma vida que muito português não tem:comida-cama-nada para fazer e dormir). Sejamos, então, realistas. Para ser político é necessário uma licenciatura? Não. Qual a necessidade de mentir? O hábito e a mentalidade enraizada na nossa sociedade. O que é acontecerá no futuro? Os políticos, quenão tiraram uma licenciatura (como deve ser, vá), que não sabem escrever bem, necessitam de escritores-fantasma para lhes fazer a papinha toda. Competência será, assim, abolida do dicionário, e em substituição, será implementada, sem a aprovação de todos os países envolvidos, outra palavra oriunda do Brasil: coxinha política

À conclusão, os competentes serão os outros, os fantasmas, e esses ninguém vê no dicionário!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ontem, estava triste. Hoje, voltei à fase Pollyanna. Hum. Ou sou bipolar ou aprendi a fazer o que se chama de reprogramação neurolinguística. Em última análise, a vida é mesmo assim e, como neste video, passa muito rápido. Aproveitem cada minuto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

 
Quando caminhares curvado pelo ónus do espírito
 
[pai]
edificarei um empedrado de pensamentos polidos,
onde eliminarei os minutos do horror e
[os sonhos urdidos]
nateia viva da angústia, cortarei cada fio frágil
[da memória]
enão estenderei a mão
enão exigirei a tua atenção para as fotografias
[a preto e branco]
Eos espinhos, deglutidos na garganta em trevas, devorarão as lembranças que
[esmoreceram e]
 de mim se alongaram os segundos  da hora derradeira,
quandodestruístes, nos sonhos,  a carneoculta da mãe
[dos olhos da (v)ida]
 Esquecestes  do ser imberbe gerado das células paternais…
Mas eu repudio essa herança e a fria despedida
finalmente
[a dádiva de amor a um filho]

Autoria e outros dados (tags, etc)

Valter Hugo mãe.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O Dia das Bruxas está quase a chegar. Entre as actividades mais comuns, como vestir fantasias, a partida"doce ou travessura" ou decorar a casa com abóboras, eu prefiro os filmes de terror. É claro que preciso de companhia, pois a minha imaginação exalta o mais pequeno ruído, o que é perturbador. Mas, como faltam ainda alguns dias, lá fui eu pesquisar um video que me deixasse bem disposta e com capacidade humorística suficiente para o impacto do dia 31.


P.S. Mais um video a juntar à minha colecção.

Música com gatos e três palavrinhas

Palavras sem música

Desenhos animados sem palavras

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Pág. 1/4



foto do autor



Arquivo



Mensagens