Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Os Filhos da Mãe, de Rita Ferro
 
 
“Não tinha quartos nem sobrado, mas era casa: o chão era de cimento e o espaço um só”. 
Inicia-se assim a história de uma família portuguesa numerosa que partilha umespaço exíguo. Na mesma casa moram: o Pai, funcionário das finanças, a mãe chamadaVenância, os filhos (o Mais Velho, o Segundo, os Gémeos e a Anã), o Escritor (queé o hóspede), as ratazanas (as quais têm nomes como Maçarico, Sirigaita e oSenhor Salema), o cão (Covas), o peixe e, por último, Cuba, a filha de umarelação anterior, que chega com os seus quatro filhos.
Citação: “Cuba, não, chamava-se Amparo, mas como o Paiassociava o nome à farinha disse-lhe: ficas Cuba que não engorda”.
 
A felicidade é um chá contigo, de Mamen Sánchez
 
 
O inspetor Manchego, figura muito peculiar - escolheu esse nome por ser um homem de “muita acção”,por supuesto, e por lhe soar melhor no seu WalkieTalkie-, fica encarregue de descobrir o paradeiro do jovem inglês AtticusCrafstman. Neste mistério, existem vários personagens, destacando-se o inspector,que mal sabe inglês, cinco mulheres (astutas) da revista Libertate, que lutam para manter o seu trabalho, sendo que umadelas é a feiticeira de olhos azuis chamada Soleá (curiosamente nome de um tipo ousubtipo do flamenco gitano).
 
Nesta comédia de costumes, o enredo não é intenso, nem se desenrola com muito mistério ou grande acção até porque nos apercebemos logo de qual vai ser o final.No entanto, considero que a escritora procurou evidenciar uma história deamor e o choque entre duas culturas, a inglesa e a espanhola, e por isso usou várias referências ao formalismo inglês e ao chá Early Grey (muito apreciado pelos ingleses), por contraposição à despreocupação, às festividades, à comida espanhola e aochá da Dona Candela (chá esse ao que parece “afrodisíaco”?!).
Citação: “Teria de escolher muito bem as palavras, disse para si próprio, e de seguida adormeceu e sonhou que uma tribo de canibais o metiadentro de uma panela de água a ferver”.
Pensamento:  Felicidade é o convívio em família.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

A felicidade

28.06.16
 
Tristeza não tem fim

Felicidade sim
A felicidade é como a gota 

De orvalho numa pétala de flor 

Brilha tranquila 

Depois de leve oscila 

E cai como uma lágrima de amor

A felicidade do pobre parece 

A grande ilusão do carnaval 

A gente trabalha o ano inteiro 

Por um momento de sonho 

Pra fazer a fantasia 

De rei ou de pirata ou jardineira 

Pra tudo se acabar na quarta-feira 

Tristeza não tem fim 

Felicidade sim 

A felicidade é como a pluma
Que o vento vai levando pelo ar 

Voa tão leve 

Mas tem a vida breve 

Precisa que haja vento sem parar(...).

 

          
Vinicius de Moraes

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

 


Nesta comédia romântica conhecemos uma personagemque é louca por compras: Rebecca Bloomwood, compra quando está triste, quandoestá feliz e quando vê uma promoção incrível. Toda a história é contada como seestivéssemos na cabeça de Rebecca, desde os seus pensamentos mais surreais, àsmentiras que se vê “forçada” a contar, pois não admite a si própria que temdívidas e que não gosta do seu trabalho. Ela é jornalista financeira naSuceessful Saving, mas não presta atenção ao trabalho que faz no mundofinanceiro, foge às responsabilidades que tem para com o banco e, na sua visãodistorcida da realidade, se esconder as cartas do banco, se não pensar sequerno assunto, as dificuldades desaparecem e com mais uma comprinha as coisas melhoram…

Citação:“E agora, todos aqueles episódiosda minha vida que eu tinha escondido tão cuidadosamente no fundo do meuconsciente, estão a abrir caminho, como vermes, até à superfície. Eu não mequero lembrar de nenhum deles, mas não tenho hipóteses de escolha. Aí vêm elas,todas as horríveis realidades, trepando para a minha consciência, uma atrás da outra”.

Pensamento: O pensamento positivo não resolve todos os problemas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Para e pensa

24.06.16
Continua a saga: 

Em busca do(s) livro(s) divertido(s)… 




Confesso o desapontamento
Delivros procurar
No pensamento,
O tempovoa...

E vocês sem opinar?!


Com as minhas escolhas vão ter de 
aguentar?!






Pensamento: A felicidade é reciprocidade. 



Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


A escritora Lucy Maud Montgmory é a autora da história de Anne dos Cabelos Ruivos (Anne of Green Gables). Anne Shirley ou Ana Silvestre, como ficou conhecida na série em desenhos animados exibida pela RTP em 1987, é uma menina de 11 anos, órfã, que é enviada por engano para a quinta dos irmãos Cuthbert, Marília e Matias, que pretendiam adoptar um rapaz para ajudar Matias na quinta, chamada  Green Gables.

Ana é sonhadora, cheia de ideias românticas, alegre, sensível à beleza da natureza, sempre pronta a mudar o nome das coisas e atenta às tendências da moda (quem não se lembra do vestido com mangas de balão? ).

Se por um lado as suas ideias e a sua imaginação fazem com que ande sempre com a cabeça nas nuvens e, em consequência,tenha um comportamento socialmente inadequado, por outro a sua preocupação com a“estética” leva a situações hilariantes como no dia em que quis pintar o seu cabelo ruivo e este ficou verde :). 

As várias peripécias de que é vítima são muito divertidas e fazem com que os leitores simpatizem, como eu, com a pequena Ana.

 


Li, não sei onde, que o perfume da rosa seria sempre igual mesmo que não se chamasse rosa, mas eu nunca acreditei nisso. Não acredito que as rosas fossem igualmente bonitas se se chamassem cardos ou repolhos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/3



foto do autor



Arquivo



Mensagens